Vereador do livro, Ronilço Guerreiro leva projetos de incentivo à leitura para todos os cantos de Campo Grande

O vereador Ronilço Guerreiro sempre deixou claro que suas bandeiras de trabalho são voltadas para educação e cultura, mas sempre esteve atento e com trabalho em todas as outras áreas, como saúde, inclusive destinando emendas para várias Unidades, segurança pública, social e infraestrutura. Mas sua grande marca e legado para a população é o trabalho voltado para o incentivo à leitura.

Guerreiro atua há mais de 20 anos com projetos ligados à leitura que nasceram da grande mãe Gibiteca. Hoje os projetos estão nos terminais de ônibus, nas feiras de Campo Grande, no centro da cidade, em supermercados, escolas e nos mais diversos eventos.

“Fico muito feliz quando me chamam de vereador do livro. Sei que muitas pessoas buscam rotular agentes públicos com mandato com as nomenclaturas mais pejorativas e ser ligado a algo tão lindo que é o saber, o aprendizado, me faz entender que estou no caminho certo e me dá forças para seguir lutando”, comentou Guerreiro.

Ronilço é referência em Mato Grosso do Sul quando se fala de incentivo à leitura e já representou o Estado na televisão em rede nacional em várias oportunidades, mas para isso conta com o apoio de muita gente. “Sempre digo que não se faz nada sozinha e, se hoje nossos projetos são referência, isso se deve às muitas pessoas que sempre estiveram ao meu lado, doando livros, ajudando na manutenção dos projetos e digo, estamos apenas começando”.

O vereador ressalta a importância da doação de obras literárias, gibis e revistas para que os projetos de incentivo à leitura sigam como referência nos quatro cantos de Campo Grande. Para receber as doações, além da Gibiteca e da equipe que busca em casa os livros doados, tem o site www.doelivros.com. “Nossos projetos precisam de livros de estudo, revistas, gibis, etc. Todas essas obras podem ser doadas e serão muito bem utilizadas em nossos projetos”, destacou o vereador.

Mais informações sobre os projetos podem ser obtidas pelo site www.gibiteca.org.br.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × dois =