Gibiteca busca padrinhos para execução de projetos de incentivo à leitura

 

A Gibiteca Mais Cultura tem mais de 20 anos de história fomentando nas crianças, adolescentes e adultos o amor pela leitura, não apenas pelos quadrinhos, mas pela literatura em geral. Localizado no Bairro Seminário, a Gibiteca recebe diariamente centenas de crianças para momentos lúdicos e reforço escolar, porém precisa de padrinhos para seguir com esses atendimentos e desenvolvimentos de seus projetos.

Para somar com os projetos Biblioteca nos Terminais, Gibicicleta, Vanteca e Livros Carentes, neste ano o local recebe a primeira Incubadora de Quadrinhos do Estado e vai servir de apoio aos quadrinistas de Campo Grande, além de formar novos profissionais da área. Além disso, no local serão produzidos gibis que contarão a história de Campo Grande, da Comunidade de Tia Eva, entre outros.

“Porém para fazer esses projetos andar precisamos de padrinhos para nos ajudar com doação de computadores, ar condicionado e manutenção, sinalização, material de produção e de escritório, que são gastos do dia a dia e que não consigo manter sozinho”, comentou o fundador e responsável pelo local, Ronilço Guerreiro.

Durante a Pandemia o local está fechado para o público, porém os projetos seguem andamento e um importante que não parou são as Bibliotecas nos Terminais, que são abastecidas semanalmente pela equipe da Gibiteca, mas esse trabalho tem um custo.

“A Gibiteca não recebe nenhum tipo de verba pública, tudo é feito através de parcerias e bem feitores que ajudam a manter o projeto, mas na Pandemia caiu muito esse apoio e precisamos aumentar o número de padrinhos para manter Vanteca e o local”, comentou Ronilço.

Guerreiro, através da Gibiteca, tem diversos projetos que estão parados por causa da Pandemia, como o projeto Livros Carentes que todo sábado está na Barão do Rio Branco, Gibicicleta, criada com o apoio do ator e apresentador Fábio Porchat e Vanteca, doada pelo Sicredi, e que andam pelos bairros da Capital.

“Não paramos, diminuímos um pouco dos atendimentos devido aos protocolos de biossegurança. Mas os projetos estão aí e necessitam de manutenção, por isso a necessidade de ter apoiadores”, disse.

Nos próximos meses alguns projetos novos deverão entrar em ação, como a Freguesia do Livro que vai girar pelas feiras de Campo Grande e que também foi apadrinhado Fábio Porchat. “Graças a Deus sempre que lanço um projeto sou muito bem recebido pelas pessoas e o Porchat, além de me ajudar, divulga o projeto e tenta encontrar novos parceiros, pois são projetos sérios e atende as pessoas”, argumentou Guerreiro.

SEJA UM PADRINHO
Faça uma doação e nos ajude a manter os nossos projetos de incentivo à leitura em Campo Grande. Juntos estamos fazendo de Campo Grande uma cidade de leitores.

Sociedade Comunitária Gibiteca – Chave PIX: CNPJ – 05.100.635.0001/84

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × 1 =